16 Matching Annotations
  1. Feb 2022
    1. ue un ingeniero y científico estadounidense.[1]​ Es conocido por el papel político que tuvo en el desarrollo de la bomba atómica y por su idea Memex

      avances tecnológicos empleados como métodos de guerra

  2. Jun 2021
    1. As pessoas das cidades que nunca dormem são induzidas a pensar em produtividade e afastadas umas das outras causando impessoalidade

  3. Mar 2021
    1. As you gain mastery over one habit and it no longer requires practice and focus, add another, but never before that. In practice, it could be learning to consistently drink more water, gaining another hour of sleep, adding more vegetables to your intake, keeping a journal, or practicing stress-reducing techniques.
  4. Feb 2021
    1. Há uma anorexia emocional que as pessoas só pautam as próprias vidas na medida em que olham a vida do outro. O esvaziamento da vida pode se dar pelo uso e abuso da rede social
    2. Hoje temos muito disso, porque estamos muito distraídos com as pautas morais e ficamos presos aos julgamentos e não à capacidade de pensar, de criticar.
    3. O desconforto e o contraditório têm que existir em uma sala de aula, e não ir na rede social e ler exatamente o que eu penso e o que eu gosto, porque, além de me identificar com isso, eu acabo por exorcizar o outro. Daí surgem os discursos de ódio que tanto vemos nas redes sociais.
    4. Assim como a tecnologia invadiu a família, o trabalho invadiu os lares, não sabemos mais os limites e ficamos muito partidos. E quando estamos partidos adoecemos, pois ficamos desconectados de nós mesmos e infelizes. O trabalho tem uma função social na vida do homem importantíssima, deveria ser vivido como uma fonte de prazer e não deve estar misturado na relação com a família.
    5. Não existem fórmulas, mas quando o sujeito estiver tomado pela angústia, e se essa angústia for maior do que ele suporta, acho que é o momento de reavaliar a vida e pedir ajuda. Quando a angústia interfere na vida da gente, seja no trabalho ou nas relações familiares e amorosas, é a hora de parar. O problema é que quando temos uma subjetividade anestesiada, conforme falamos no início, ela adoece sem perceber.
    6. Normalmente quando a criança usa excessivamente jogos e celulares é porque a família também tem esse uso. Muitas vezes uma mãe dá o smartphone para a criança porque lhe falta tempo para cuidar. E falta mesmo. Então, acho que a família deve rever a própria postura em relação ao tempo dedicado aos filhos.
    7. O alerta entra na nossa vida quando não conseguimos mais nos conectar efetivamente com o outro, quando eu não consigo mais estabelecer um momento de estudo para uma criança, quando não consigo estabelecer para o adolescente um momento de conversa, quando não consigo ter com o meu parceiro ou com os meus amigos um momento de diálogo. O celular hoje é uma prótese, não conseguimos mais viver sem, mas temos que saber utilizar.
    8. A outra coisa que percebemos, especialmente em sala de aula, quando o aluno mexe no celular, é que não ficamos inteiros nas relações. Ficamos divididos quando estamos em uma conversa presencial e pegamos o celular para checar as mensagens do WhatsApp.
    9. Cada vez mais vamos às mídias sociais em busca de um igual, de uma identidade que venha a nos confortar. E, na maioria das vezes, eu percebo que as mídias sociais vieram anestesiar as pessoas.
    10. Como fica o limite entre trabalho e lazer, já que as demandas por WhatsApp e e-mail extrapolam o horário comercial?
    11. O Brasil é um dos campeões mundiais em tempo de permanência na internet: está em terceiro lugar. O internauta brasileiro fica, em média, nove horas e 14 minutos por dia conectado. O número, levantado pela Hootsuite e We Are Social
  5. Jan 2017
    1. ficción

      Seguramente, el vídeo de Mario Vargas Llosa te hará reflexionar sobre la ficción. Cuando lees ficción, ¿crees que hay algo de verdad en lo que lees, a pesar de saber que las situaciones y los personajes no son reales? ¿Cuánta verdad hay en la literatura de ficción?

  6. Sep 2016
    1. la ciudad de las máquinas

      En tu propia experiencia diaria, ¿podrías decir que vivimos en un mundo de máquinas? ¿Cómo es tu relación diaria con la tecnología o qué papel juega en tu vida? ¿Es eso positivo o negativo?